terça-feira, 3 de agosto de 2010

A vitória da humildade sobre a pose


Eu nunca tive tanta certeza que venceríamos a "new selegalo" como neste domingo. Desafiei algumas lurdinhas apostando qual seria o placar da vitória do Cruzeiro e ainda ofereci o 1 a 0 de vantagem, mas não responderam. Perderam a chance de faturar uma vodka absolut.

Aos amigos cruzeirenses alertei que o clássico seria o começo do fim da "era luxa" no time lurdinha e que não era motivo nenhum de preocupação essa formação de uma nova "selegalo". Esse filme eu já assisti em 1994 e o final foi feliz pra todos nós cruzeirenses.

Foi a vitória da humildade sobre a pose! Durante a semana as preocupações de ambos os clubes foram muito distintas. Enquanto o Cruzeiro esquentava a "Cuca" para montar o time sem Gilberto, Roger e Henrique e conseguia a liberação do zagueirão Edcarlos à última hora, as lurdinhas passaram a semana preocupadas com o figurino. Daí a camisa 13 foi usada pelo goleiro Fabio Costa e a número 1 pelo atacante Diego Souza. Putz, fala sério né!

Como já previa, o nosso maior aliado no clássico em Sete Lagoas foi mesmo a torcida lurdinha. Não vibrou, ficou calada e com medo o tempo todo. Sim, é verdade, conseguiram transformar a Arena do Jacaré num caldeirão, pois cozinharam o próprio time. E depois dizem que são fanáticos!

Mesmo com a vitória, o Cruzeiro continuará sendo crucificado pela sua humildade, porque não contrata treinadores e jogadores badalados pretendidos pela imprensa regional. Marquinhos Paraná, Fabrício, Edcarlos, Wellington Paulista e Thiago Ribeiro não conseguem espaços em programas de rede nacional. Não dão ibope! O Cruzeiro insiste em ser um time de futebol!!! Isso revolta os cronistas esportivos da Capital! Já a selegalo do luxa, mesmo seguindo seu rosário de derrotas, continuará sendo o foco das atenções dos programas esportivos, porque o que dá ibope é um time cheio de "pose"!