quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Todos os comandantes no Campeonato Brasileiro

Vagner Mancini é o 42º treinador contratado pelo Cruzeiro em toda a trajetória do clube no Campeonato Brasileiro desde a primeira participação em 1960.

A saga dos treinadores cruzeirenses começou com o ex-ídolo Niginho, que dirigiu o time estrelado nas três primeiras edições do Brasileiro que o clube disputou em 1960, 1961 e 1962.

Segue abaixo a relação (clique na figura para ampliar) de todos os treinadores que comandaram o Cruzeiro por cada edição do Campeonato Brasileiro e sua respectiva campanha.

ERRATA:
Há de se fazer uma correção na arte abaixo. Airton Moreira dirigiu 11 partidas no Brasileiro de 1967 com 5 vitórias, 2 empates e 4 derrotas, 21 gols marcados e 13 sofridos)

Interinos:

1967 - Adelino (3 jogos, 1 vitória e 2 derrotas; 2 gols marcados e 4 sofridos)
1979 - Pedro Pires de Toledo (2 jogos, 1 empate e 1 derrota; 2 gols marcados e 4 sofridos)
1988 - Antonio Lacerda (3 jogos e 3 empates; 0 gols marcados e 0 sofridos)
2001 - Darlan Schneider (1 jogo e 1 empate; 1 gol marcado e 1 sofrido)
2002 - Ney Franco (1 jogo e 1 empate; 1 gol marcado e 1 gol sofrido)
2004 - Ney Franco (7 jogos, 2 vitórias, 1 empate e 4 derrotas; 9 gols marcado e 12 gols sofridos)



segunda-feira, 26 de setembro de 2011

500 nomes e um destino

No próximo dia três de outubro vão ocorrer as eleições para a presidência do Cruzeiro. Sócios e conselheiros irã decidir quem irá comandar o CRUZEIRO ESPORTE CLUBE para o triênio de 2012/2013/2014: Alberto Rodrigues ou Gilvan de Pinho Tavares.

Alberto compõe a chapa que representa a nova oposição no clube e Gilvan a continuidade da "era perrella". Até o mês de julho a vitória de Gilvan, que tem o apoio do atual presidente, era dada como certa, mas após a união do candidato Antônio Claret e o radialista Alberto Rodrigues, houve uma reviravolta e muitos começam a acreditar que a oposição possa sair vitoriosa no pleito pondo fim a "era perrella".

Não é fácil saber quem são os conselheiros do clube que podem decidir as próximas eleições. O site oficial do Clube não divulga. Alguns conselheiros alegam a preferência pelo anonimato. O jeito que encontrei foi postar aqui o último registro da lista de conselheiros (clique nas figuras para ampliar) que foi publicada na Revista do Cruzeiro de 2006. Podem ter certeza que poucos nomes foram alterados nestes últimos cinco anos. A imensa maioria dos que estão nesta relação ainda fazem parte do conselho e na consciência e nas mãos deles está o futuro da maior paixão do povo mineiro.