sábado, 31 de agosto de 2013

agenda histórica

Foto: Correio do Povo
O zagueiro Moraes foi o titular da zaga cruzeirense na 
campanha do título da Taça Libertadores de 1976

por Henrique Ribeiro

31/08/2004 - o lateral-esquerdo Leandro é convocado para o confronto entre Brasil e Bolívia, pelas eliminatórias da Copa do Mundo e para o amistoso contra a Alemanha. Ele substituiu Gustavo Nery na relação.

01/09/1967 - torcedores cruzeirenses pagam ingressos à 20 centavos para acompanhar os treinos da equipe no estádio do Barro Preto. A renda foi revertida para o Grupo Escolar Imaculada Conceição. A diretoria azul resolveu tomar esta medida beneficente em virtude do estádio estar sempre lotado de torcedores em dias de coletivos. A cada treino a renda passou a ser doada a alguma instituição ou escola pública da capital e do interior.

02/09/1923 - pela goleada por 7 a 2 sobre o Lusitano, o Cruzeiro recebe a Taça Colônia Portuguesa. A partida serviu como preliminar de América e Vasco-RJ, no estádio do América. Os cariocas venceram o jogo principal por 2 a 1. A rodada dupla foi organizada pelo Centro da Colônia Portuguesa e a renda em benefício ao Hospital da Beneficência Portuguesa.

03/09/1997 - o Cruzeiro acerta a contratação por empréstimo do zagueiro Marcelo Djian, até o final do ano. Os direitos do jogador pertenciam ao Lyon, da França. Djian havia firmado contrato de um ano com o Goiás e feito dois amistosos pelo time esmeraldino, mas pagou R$ 35 mil referente a metade da multa rescisória para vir para o Cruzeiro.

04/09/1999 - o ex-zagueiro Moraes morre, aos 51 anos de idade, num acidente de automóvel numa estrada próxima a Botucatu-SP. Como jogador formou dupla com Darci Menezes na conquista da Taça Libertadores de 1976. Como diretor de futebol, entre 1996 e 1999, conquistou a Taça Libertadores de 1997. Ele começou sua carreira nos juvenis do time estrelado em 1966.

05/09/1965 - quatro atletas do Cruzeiro participam do amistoso inaugural do Mineirão, entre a Seleção Mineira e o River Plate: o goleiro Fábio, o armador Dirceu Lopes, o ponta direita Wilson Almeida e o atacante Tostão. Os mineiros venceram o River Plate, da Argentina, por 1 a 0. O goleiro Fábio fez a primeira defesa de pênalti da história do estádio, quando no primeiro tempo, evitou que o gol inaugural do gigante da Pampulha fosse marcado pelo argentino Sarnari.

06/09/1970 - com o empate sem gols com o Porto, de Portugal, no estádio Universitário, em Caracas, na Venezuela, o Cruzeiro conquista o Torneio Triangular de Caracas. No dia 5 de setembro, o time estrelado havia derrotado o Celta de Vigo, da Espanha, por 1 a 0. O jogo inaugural do triangular foi no dia 2 de setembro, com a vitória do Porto sobre o Celta, por 2 a 1, na decisão de tiros livres, após o empate em 1 a 1, no tempo normal.

http://www.facebook.com/almanaquedocruzeiro

sexta-feira, 30 de agosto de 2013

As maiores sequências invictas do Cruzeiro no Mineirão

Com a vitória sobre o Flamengo pela Copa do Brasil 
o Cruzeiro completou 16 partidas invictas no Mineirão em 2013

Por Henrique Ribeiro

Desde a reabertura do Mineirão, no clássico contra o Atlético, pelo Campeonato Mineiro, no dia 3 de fevereiro, que o Cruzeiro não sabe o que é perder no estádio da Pampulha diante de sua nação de torcedores.

Até o momento o time estrelado acumula uma sequência de 16 jogos invictos, sendo 15 vitórias e apenas um empate. Mas esta marca, apesar de significativa, ainda está longe de ser a maior da trajetória do clube no Mineirão.

A maior sequência invicta no estádio da Pampulha foi estabelecida entre as temporadas de 1967 e 1968. Naquele período o time comandado pelo tripé formado por Tostão, Piazza e Dirceu Lopes passou 45 partidas sem sentir o gosto do revés. A sequência acabou numa derrota para o rival Atlético, por 1 a 0, pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro, com um gol irregular, de mão, do ponta direita Vaguinho, que o árbitro José de Assis Aragão validou.

Com as três últimas partidas da temporada de 2010, antes do fechamento do estádio para as reformas, mais a sequência deste ano, já são 19 partidas sem perder no Mineirão.

Confira as maiores sequências invictas do Cruzeiro no Mineirão:

1967/1968 - 45 jogos
36 pelo Campeonato Mineiro, 6 pelo Campeonato Brasileiro, 3 amistosos (total de 35 vitórias)

2003 - 31 jogos 
19 pelo Campeonato Brasileiro, 6 pelo Campeonato Mineiro, 5 pela Copa do Brasil e 1 pela Copa Sulamericana (total de 24 vitórias)

2008/2009 - 27 jogos
10 pelo Campeonato Brasileiro, 12 pelo Campeonato Mineiro, 5 pela Taça Libertadores (total de 23 vitórias)

1989/1990 - 27 jogos
17 pelo Campeonato Mineiro, 8 pelo Campeonato Brasileiro, 2 pela Supercopa (total de 23 vitórias)

1993/1994 - 26 jogos
13 pelo Campeonato Mineiro, 7 pelo Campeonato Brasileiro, 4 pela Taça Libertadores, 2 amistosos (total de 18 vitórias)

1968/1969 - 25 jogos
19 pelo Campeonato Mineiro, 5 pelo Campeonato Brasileiro, 1 amistoso (total 22 de vitórias)

1986/1987 - 24 jogos
15 pelo Campeonato Brasileiro e 9 pelo Campeonato Mineiro (total de 17 vitórias)

1992/1993 - 23 jogos 
12 pelo Campeonato Mineiro, 4 pela Supercopa, 2 pela Copa do Brasil, 5 amistosos (total de 20 vitórias)

1983 - 21 jogos
14 pelo Campeonato Mineiro e 7 pelo Campeonato Brasileiro (total de 12 vitórias)

1988/1989 - 19 jogos
17 pelo Campeonato Mineiro, 8 pelo Campeonato Brasileiro e 2 pela Supercopa (total de 15 vitórias)

1972 - 18 jogos
16 pelo Campeonato Mineiro e 2 pelo Campeonato Brasileiro (total de 13 vitórias)

1974 - 18 jogos
16 pelo Campeonato Mineiro e 2 amistosos (total de 14 vitórias)

1985 - 18 jogos
16 pelo Campeonato Mineiro 2 amistosos (total de 9 vitórias)

1996 - 17 jogos
11 pelo Campeonato Brasileiro, 3 pela Supercopa e 3 pelo Campeonato Mineiro (total de 14 vitórias)

No dia 2 de junho de 1968, um público de 125 mil torcedores presenciou
a vitória do Cruzeiro por 2 a 1 sobre o Atlético. Na foto, o ponta Rodrigues
e o centro avante Evaldo comemoram o gol cruzeirense, enquanto o lateral 
alvinegro, Cincunegui, observa a bola dentro do gol.

A maior sequência invicta do Cruzeiro no Mineirão:

1 - 10/9/1967 - 0 x 0 Atlético
Campeonato Mineiro (Turno)
2 - 1/10/1967 - 2 x 0 Uberlândia
Campeonato Mineiro (Returno)
3 - 5/10/1967 - 4 x 0 Uberaba
Campeonato Mineiro (Returno)
4 - 12/10/1967 - 2 x 1 Villa Nova
Campeonato Mineiro (Returno)
5 - 21/10/1967 - 4 x 2 Valério
Campeonato Mineiro (Returno)
6 - 29/10/1967 - 4 x 0 Democrata-SL
Campeonato Mineiro (Returno)
7 - 4/10/1967 - 7 x 1 Araxá
Campeonato Mineiro (Returno)
8 - 12/11/1967 - 0 x 0 América
Campeonato Mineiro (Returno)
9 - 19/11/1967 - 6 x 1 Usipa
Campeonato Mineiro (Returno)
10 - 26/11/1967 - 3 x 3 Atlético
Campeonato Mineiro (Returno)
11 - 3/12/1967 - 2 x 0 Formiga
Campeonato Mineiro (Returno)
12 - 6/12/1967 - 2 x 1 Náutico
Campeonato Brasileiro (Semifinal)
13 - 9/12/1967 - 4 x 1  Nacional (Uberaba)
Campeonato Mineiro (Returno)
14 - 14/1/1968 - 3 x 1 Atlético
Campeonato Mineiro (Decisão/1a partida)
15 - 21/1/1968 - 3 x 0 Atlético
Campeonato Mineiro (Decisão/2a partida)
16 - 24/3/1968 - 6 x 0 Uberlândia
Campeonato Mineiro (Turno)
17 - 31/3/1968 - 3 x 2 Uberaba
Campeonato Mineiro (Turno)
18 - 7/4/1968 - 0 x 0 Democrata-SL
Campeonato Mineiro (Turno)
19 - 14/4/1968 - 0 x 0 Valério
Campeonato Mineiro (Turno)
20 - 19/4/1968 - 4 x 0 Usipa
Campeonato Mineiro (Turno)
21 - 27/4/1968 - 3 x 1 Araxá
Campeonato Mineiro (Turno)
22 - 1/5/1968 - 3 x 2 Boca Juniors (Argentina)
Amistoso
23 - 4/5/1968 - 10 x 0 Independente (Uberaba)
Campeonato Mineiro (Turno)
24 - 12/5/1968 - 2 x 0 América
Campeonato Mineiro (Turno)
25 - 19/5/1968 - 2 x 2 Formiga
Campeonato Mineiro (Turno)
26 - 26/5/1968 - 5 x 1 Villa Nova
Campeonato Mineiro (Turno)
27 - 2/6/1968 - 2 x 1 Atlético
Campeonato Mineiro (Turno)
28 - 16/6/1968 - 3 x 2 Alemania Aachem (Alemanha)
Amistoso
29 - 23/6/1968 - 0 x 0 Botafogo
Amistoso
30 - 24/7/1968 - 3 x 0 Uberlândia
Campeonato Mineiro (Returno)
31 - 28/7/1968 - 2 x 0 Usipa
Campeonato Mineiro (Returno)
32 - 31/7/1968 - 2 x 0 Uberaba
Campeonato Mineiro (Returno)
33 - 4/8/1968 - 3 x 0 Araxá
Campeonato Mineiro (Returno)
34 - 15/8/1968 - 3 x 0 Independente (Uberaba)
Campeonato Mineiro (Returno)
35 - 18/8/1968 - 2 x 2 América
Campeonato Mineiro (Returno)
36 - 21/8/1968 - 3 x 0 Democrata-SL
Campeonato Mineiro (Returno)
37 - 25/8/1968 - 2 x 0 Formiga
Campeonato Mineiro (Returno)
38 - 28/8/1968 - 5 x 1 Valério
Campeonato Mineiro (Returno)
39 - 1/9/1968 - 1 x 0 Villa Nova
Campeonato Mineiro (Returno)
40 - 8/9/1968 - 1 x 1 Atlético
Campeonato Mineiro (Returno)
41 - 15/9/1968 - 3 x 0 Náutico
Campeonato Brasileiro/1a Fase)
42 - 22/9/1968 - 1 x 0 Bahia
Campeonato Brasileiro/1a Fase)
43 - 9/10/1968 - 3 x 1 Corinthians
(Campeonato Brasileiro/1a Fase)
44 - 17/10/1968 - 4 x 1 Atlético-PR
Campeonato Brasileiro/1a Fase)
45 - 20/10/1968 - 1 x 1 Bangu
Campeonato Brasileiro/1a Fase)

Siga no facebook:
http://www.facebook.com/almanaquedocruzeiro

quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Todos os confrontos entre Cruzeiro e Vasco


Por Henrique Ribeiro

CAMPEONATO BRASILEIRO
Jogo 17 - 22/03/1967 - Empate 1 x 1
Primeira Fase - Maracanã
Gols: Tostão (falta) 60' (1-0); Oldair (pênalti) 74'
Jogo 18 - 27/11/1968 - Empate 1 x 1
Primeira Fase - Mineirão
Gols: Tostão 30' (1-0); Eberval (falta) 59'
Jogo 19 - 09/11/1969 - Cruzeiro 1 x 0
Primeira Fase - Mineirão
Gol: Evaldo 79'
Jogo 20 - 03/12/1970 - Cruzeiro 3 x 0
Primeira Fase - Maracanã
Gols: Dirceu Lopes 40', Piazza (pênalti) 64', Dirceu Lopes 84'
Jogo 21 - 05/09/1971 - Empate 0 x 0
Primeira Fase - Mineirão
Jogo 23 - 25/10/1972 - Vasco 1 x 0
Primeira Fase - Maracanã
Gol: Luis Carlos 83'
Jogo 24 - 14/12/1972 - Vasco 3 x 1
Fase Semifinal - Maracanã
Gols: Silva 13' (0-1), Moisés (contra) 50' (1-1), Gilson Nunes 68' (1-2), Jorginho Carvoeiro 87' (1-3)
Jogo 25 - 28/11/1973 - Vasco 3 x 1
Segunda Fase - Maracanã
Gols: Luis Carlos 18' (0-1), Eduardo 19' (1-1), Luis Carlos 55' (1-2), Alfinete (pênalti) 74' (1-3)
Jogo 26 - 24/07/1974 - Empate 1 x 1
Fase Final - Mineirão
Gols: Zé Carlos 44' (1-0), Alfinete 58' (1-1)
Jogo 27 - 01/08/1974 - Vasco 2 x 1
Decisão - Maracanã
Gols: Ademir 14' (0-1), Nelinho 64' (1-1), Jorginho Carvoeiro 78' (1-2)
Jogo 30 - 22/10/1975 - Vasco 1 x 0
Segunda fase - Mineirão
Gol: Roberto Dinamite 57'

Foto: Estado de Minas
Os capitães Edmundo e Alex, do Vasco e do Cruzeiro, respectivamente, antes
da partida pelo turno do Brasileiro de 2003, observados pelo trio de arbitragem
formado pelo árbitro Paulo César Oliveira (ao centro), Valter Reis e Dante Mesquita

Jogo 31 - 02/07/1978 - Empate 2 x 2
Terceira fase - Mineirão
Gols: Roberto César 20' (1-0), Guina 57' (1-1), Paulinho 85' (1-2), Erivelto 86' (2-2)
Jogo 32 - 06/02/1983 - Empate 0 x 0
Primeira Fase - Maracanã
Jogo 33 - 23/02/1983 - Empate 0 x 0
Primeira Fase - Mineirão
Jogo 34 - 14/09/1986 - Empate 0 x 0
Primeira fase - Maracanã
Jogo 35 - 28/10/1987 - Cruzeiro 3 x 0
Segundo turno - Mineirão
Gols: Moroni (contra) 13', Claudio Adão 38', Careca 86'
Jogo 36 - 27/11/1988 - Empate 0 x 0
Primeira fase (2º turno) - Mineirão
Jogo 37 - 07/09/1989 - Vasco 1 x 0
Primeira fase - Mineirão
Gol: Vivinho 50'
Jogo 38 - 19/09/1990 - Empate 1 x 1
Primeiro turno - São Januário
Gols: Sorato 9' (0-1), Ramon Menezes (1-1)
Jogo 39 - 06/02/1991 - Cruzeiro 3 x 0
Primeira fase - Mineirão
Gols: Charles 23', Marcinho 74', Charles 75'
Jogo 40 - 06/05/1992 - Cruzeiro 1 x 0
Primeira fase - São Januário
Gol: Paulo Roberto (falta) 82'
Jogo 46 - 24/08/1994 - Empate 1 x 1
Primeira fase - Mineirão
Gols: Toninho Cerezo 7' (1-0), Célio Lúcio (contra) 29'
Jogo 47 - 31/08/1994 - Vasco 1 x 0
Primeira fase - São Januário
Gol: Nonato (contra) 71'
Jogo 48 - 15/10/1995 - Vasco 3 x 2
Segundo turno - Mineirão
Gols: Marcelo Ramos 8' (1-0), Roberto Gaúcho 16' (2-0), Valdir 36' (2-1), Ricardo Rocha 69' (2-2), Valdir 86' (2-3)
Jogo 51 - 13/10/1996 - Cruzeiro 1 x 0
Primeira fase - Mané Garrincha (Brasília)
Gol: Palhinha (pênalti) 18'
Jogo 52 - 08/10/1997 - Empate 0 x 0
Primeira fase - Mineirão
Jogo 57 - 06/09/1998 - Vasco 2 x 0
Primeira fase - São Januário
Gols: Sorato 45', Nelson 89'
Jogo 58 - 03/11/1999 - Cruzeiro 2 x 1
Primeira fase - Mineirão
Gols: André Luiz 34' (1-0), Donizete 38' (1-1), Valdo (pênalti) 42'
Jogo 61 - 06/08/2000 - Empate 3 x 3
Primeira fase - São Januário
Gols: Viola 1' (0-1), Romario 16' (0-2), Viola 33' (0-3), Geovanni (falta) 36' (1-3), Oseas 46' (2-3), Geovanni 49' (3-3)
Jogo 62 - 16/12/2000 - Empate 2 x 2
Semifinal - São Januário
Gols: Euller 39' (0-1), Euller 47' (0-2), Fábio Junior 79' (1-2), Alex Mineiro 87' (2-2)
Jogo 63 - 23/12/2000 - Vasco 3 x 1
Semifinal - Mineirão
Gols: Juninho Pernambucano (falta) 32' (0-1), Sorin 40' (1-1), Euller 67' (1-2), Romario 90' (1-3)
Jogo 64 - 03/10/2001 - Vasco 3 x 0
Primeira fase - São Januário
Gols: Romario (pênalti) 20', Romario 65', Romario 83'
Jogo 65 - 25/09/2002 - Cruzeiro 4 x 0
Primeira fase - Mineirão
Gols: Marcelo Ramos 32', Paulo Miranda 45', Fabio Junior 53' Alessandro 68'
Jogo 68 - 16/07/2003 - Cruzeiro 4 x 1
Turno - Mineirão
Gols: Deivid 10' (1-0), Edu Dracena 18' (2-0), Deivid 50' (3-0), Rodrigo Souto 56' (3-1), Deivid 68' (4-1)
*foi a maior goleada da história do confronto
Jogo 69 - 09/11/2003 - Cruzeiro 1 x 0
Returno - Morenão (Campo Grande, MS)
Gol: Marcio Nobre 53'
Jogo 70 - 20/07/2004 - Vasco 3 x 2
Turno - São Januário
Gols: Martinez 10' (1-0), Petkovic (pênalti) 29', Anderson 42' (1-2), Robson Luiz 55' (1-3), Jussiê (pênalti) 58'
Jogo 71 - 07/11/2004 - Cruzeiro 3 x 2
Returno - Mineirão
Gols: Edu Dracena 4' (1-0), Thiago Maciel 11' (1-1), Maldonado 32' (2-1), Maldonado 70' (3-1), Coutinho 84' (3-2)
Foto: Washington Alves/Vipcomm
O zagueiro Edcarlos comemora o terceiro gol da vitória por 3 a 1,
na Arena do Jacaré, que manteve o Cruzeiro na briga pelo título brasileiro
até a última rodada

Jogo 72 - 26/06/2005 - Empate 3 x 3
Turno - Mineirão
Gols: Lopes 10' (1-0), Patrick 36' (2-0), Alex Dias (pênalti) 45' (2-1), Marcelo Batatais 53' (3-1), Morais 69' (3-2), Gomes 84' (3-3)
Jogo 73 - 05/10/2005 - Empate 3 x 3
Returno - São Januário
Gols: Romario 19' (0-1), Alecsandro 39' (1-1), Romario (pênalti) 48' (1-2), Alex Dias 53' (1-3), Kelly (pênalti) 64', Diego 66' (3-3)
Jogo 74 - 30/07/2006 - Vasco 1 x 0
Turno - São Januário
Gol: Ramon Menezes 50'
Jogo 75 - 05/11/2006 - Cruzeiro 2 x 1
Returno - Mineirão
Gols: André Luis 13' (1-0), Diego 46' (2-0), Ramon Menezes 65' (2-1)
Jogo 76 - 30/06/2007 - Cruzeiro 3 x 1
Turno - Mineirão
Gols: Martín Garcia 8' (0-1), Roni 29' (1-1), Wagner 88' (2-1), Guilherme 90'+2' (3-1)
Jogo 77 - 23/09/2007 - Cruzeiro 2 x 0
Returno - São Januário
Gols: Ramires 15', Thiago 75'
Jogo 78 - 08/06/2008 - Cruzeiro 1 x 0
Turno - Mineirão
Gols: Charles 71'
Jogo 79 - 04/09/2008 - Cruzeiro 3 x 1
Returno - São Januário
Gols: Guilherme 29' (1-0), Ramires 36' (2-0); André 70' (2-1), Guilherme 76' (3-1)
Jogo 80 - 28/08/2010 - Empate 1 x 1
Turno - São Januário
Gols: Zé Roberto 44' (0-1), Fernando (contra) 45'+3' (1-1)
Jogo 81 - 21/11/2010 - Cruzeiro 3 x 1
Returno - Arena do Jacaré (Sete Lagoas)
Gols: Roger 13' (1-0), Henrique 19' (2-0), Edcarlos 32' (3-0), Renato Augusto 45' (3-1)
Jogo 82 - 29/06/2011 - Cruzeiro 3 x 0
Turno - São Januário
Gols: Leandro Guerreiro 53', Montillo 89', Roger 90'+1'
*foi a 500a vitória do Cruzeiro em campeonatos brasileiros
Jogo 83 - 25/09/2011 - Vasco 3 x 0
Returno - Arena do Jacaré (Sete Lagoas)
Gols: Diego Souza 38', Diego Souza 59', Diego Souza 80'
Jogo 84 - 23/06/2012 - Cruzeiro 3 x 1
Turno - São Januário
Gols: Montillo 40' (1-0), Wellington Paulista 63' (2-0), Rodolfo 66' (2-1), Anselmo Ramon 80' (3-1)
Jogo 85 - 16/09/2012 - Empate 1 x 1
Returno - Melão (Varginha)
Gols: Renato Silva (contra) 4' (1-0), Nilton 27' (1-1)
Jogo 86 - 01/09/2013 - Cruzeiro 5 x 3
Turno - Mineirão
Gols: Willian 29 segs (1-0), Willie 18’ (1-1), Lucas Silva 32’ (2-1), Júlio Baptista (falta) 39’ (3-1), André 40’ (3-2), Willie 42’ (3-3), Lucas Silva 68’ (4-3), Vinicius Araújo 87' (5-3)
 Foto: Washington Alves/Vipcomm
O meiocampista Roger sobe o alambrado da Arena do Jacaré para 
comemorar seu gol junto a torcida na vitória sobre o Vasco pelo
returno do Brasileiro de 2010

TOTAL DE JOGOS PELO CAMPEONATO BRASILEIRO: 52
Vitórias do Cruzeiro: 20
Empates: 18
Vitórias do Vasco: 14
Total de Gols: 141
Gols do Cruzeiro: 79
Gols do Vasco: 62

ARTILHEIROS DO CONFRONTO PELO CAMPEONATO BRASILEIRO
7 gols: Romario (Vasco)
3 gols: Deivid, Guilherme (Cruzeiro)
3 gols: Diego Souza, Euller, Luis Carlos (Vasco)
2 gols: Charles, Diego, Dirceu Lopes, Edu Dracena, Fábio Júnior, Geovanni, Lucas Silva, Maldonado, Marcelo Ramos, Montillo, Ramires, Roger, Tostão (Cruzeiro)
2 gols: Alex Dias, Alfinete, Jorginho Carvoeiro, Ramon Menezes, Sorato, Valdir, Viola, Willie (Vasco)
1 gol: Alecsandro, Alessandro, Alex Mineiro, André Luis (zagueiro), André Luiz (lateral esquerdo), Anselmo Ramon, Careca, Charles, Cláudio Adão, Edcarlos, Eduardo, Erivelto, Evaldo, Henrique, Júlio Baptista, Jussiê, Kelly, Leandro Guerreiro, Lopes, Marcelo Batatais, Marcio Nobre, Martinez, Nelinho, Oséas, Palhinha, Patrick, Paulo Miranda, Paulo Roberto, Piazza, Ramon Menezes, Roberto Batata, Roberto Gaúcho, Roni, Sorin, Thiago, Toninho Cerezo, Valdo, Vinícius Araújo, Wagner, Wellington Paulista, William, Zé Carlos (Cruzeiro)
1 gol: Ademir, Anderson, André, André Bebezão, Donizete, Eberval, Gilson Nunes, Gomes, Guina, Juninho Pernambucano, Marcinho, Martín Garcia, Morais, Nelson, Nilton, Oldair, Paulinho, Petkovic, Renato Augusto, Ricardo Rocha, Roberto Dinamite, Robson Luiz, Rodolfo, Rodrigo Souto, Silva, Thiago Maciel, Vivinho, Zé Roberto (Vasco)
1 gol contra: Fernando, Moisés, Moroni e Renato Silva a favor do Cruzeiro e Célio Lúcio e Nonato a favor do Vasco

Capa da Revista Placar de 1975 anunciava o confronto pela Libertadores
de 1975 como a vingança da decisão do Brasileiro de 1974

TAÇA LIBERTADORES

Jogo 28 - 23/02/1975 - Cruzeiro 3 x 2
Primeira Fase - Mineirão
Gols: Palhinha 38' (1-0), Jair Pereira 40' (1-1), Palhinha 54' (2-1), Roberto Dinamite 87' (2-2), Nelinho (falta) 89' (3-2)
Jogo 29 - 23/03/1975 - Empate 1 x 1
Primeira Fase - São Januário
Gols: Luis Carlos 16' (0-1), Vanderlei 20' (1-1)
Jogo 53 - 15/04/1998 - Vasco 2 x 1
Oitavas de final - São Januário
Gols: Marcelo Ramos (pênalti) 20' (1-0), Luisão 27' (1-1), Donizete 57' (1-2)
Jogo 54 - 02/05/1998 - Empate 0 x 0
Oitavas de final - Mineirão

TORNEIO SELETIVO (TAÇA LIBERTADORES)

Jogo 59 - 04/12/1999 - Vasco 3 x 1
Quartas de final - São Januário
Gols: Edmundo 3' (0-1), Muller 19' (1-1), Viola 60' (1-2), Viola 85' (1-3)
Jogo 60 - 08/12/1999 - Cruzeiro 4 x 2
Quartas de final - Mineirão
Gols: Viola 4' (0-1), Valdo 28' (1-1), Muller 59' (2-1), Ricardinho 62' (3-1), Alex Oliveira (pênalti) 84' (3-2), Paulo Isidoro 87' (4-2)
O atacante Palhinha sobe para o cabeceio observado por Dirceu Lopes.
Ele marcou um gol de placa contra o Vasco pela Libertadores de 1975, no Mineirão

COPA DO BRASIL

Jogo 42 - 20/05/1993 - Cruzeiro 3 x 1
Semifinal - Mineirão
Gols: Luiz Fernando 22' (1-0), França 28' (1-1), Edenilson Pateta 45' (2-1), Edenilson Pateta 80' (3-1)
Jogo 43 - 27/05/1993 - Empate 1 x 1
Semifinal - Maracanã
Gols: Valdir 8' (0-1), Paulo Roberto 67' (1-1)
Jogo 49 - 28/03/1996 - Cruzeiro 6 x 2
Oitavas de final - São Januário
Gols: Ueslei 3' (1-0), Gelson 11' (2-0), Nilson 29' (2-1), Roberto Gaúcho 52' (3-1), Marcelo Ramos 55' (4-1), Palhinha 60' (5-1), Zinho 73' (5-2), Edmundo 83' (6-2)
Jogo 50 - 17/04/1996 - Empate 1 x 1
Oitavas de final - Independência
Gols: Marcelo Ramos (pênalti) 42' (1-0), Zinho 49' (1-1)
Jogo 55 - 19/05/1998 - Cruzeiro 2 x 0
Semifinal - Mineirão
Gols: Bentinho 31', Gottardo 48'
Jogo 56 - 23/05/1998 - Empate 0 x 0
Semifinal - São Januário
Jogo 66 - 07/05/2003 - Cruzeiro 2 x 1
Quartas de final - Mineirão
Gols: Aristizabal 14' (1-0), Marques 26' (1-1), Alex 44' (2-1)
Jogo 67 - 14/05/2003 - Empate 1 x 1
Quartas de final - São Januário
Gols: Alex 13' (1-0), Souza 60' (1-1)

AMISTOSOS

Jogo 1 - 30/10/1927 - Empate 1 x 1
Barro Preto (Belo Horizonte)
Gols: Álvaro 23' (0-1), Ninão (pênalti) 59'
Jogo 2 - 11/10/1929 - Vasco 3 x 1
São Januário
Gols: Oito-quatro 3' (0-1), Ninão (pênalti) 41'(1-1), Russo 57' (1-2), Pascoal 63' (1-3)
Jogo 3 - 06/03/1937 - Vasco 2 x 1
São Januário
Gols: Camilo 47' (1-0), Raul 65' (1-1), Raul 71' (1-2)
Jogo 4 - 05/02/1938 - Vasco 2 x 1
São Januário
Gols: Zama 3' (1-0), Alfredo 14' (1-1), Raul 30' (1-2)
Jogo 5 - 08/09/1939 - Cruzeiro 2 x 1
Lourdes (Belo Horizonte)
Gols: Geninho 36' (1-0), Geninho 65' (2-0), Gandulla 73' (2-1)
Jogo 6 - 12/02/1941 - Vasco 3 x 2
São Januário
Gols: Nogueirinha 8' (1-0), Alfredo 17' (1-1), Zarzur 37' (1-2), Alcides (pênalti) 70' (2-2), Nino 78' (2-3)
Jogo 7 - 16/03/1941 - Empate 1 x 1
Barro Preto (Belo Horizonte)
Gols: Gonzalez 18' (0-1), Alcides (pênalti) 75'
Jogo 8 - 09/02/1946 - Vasco 3 x 2
São Januário
Gols: João Pinto (0-1), Alfredo (0-2), Djalma (0-3), Niginho (1-3), Orlando (2-3)
Jogo 9 - 18/01/1948 - Vasco 3 x 1
Barro Preto
Gols: Dimas 40'' (0-1), Friaça (pênalti) 37' (0-2), Maneca 71' (0-3), Nonô 86' (1-3)
*Dimas marcou o gol mais rápido da história do confronto aos 40 segundos de jogo
Jogo 10 - 15/11/1956 - Vasco 4 x 1
Alameda (Belo Horizonte)
Gols: Adelino (contra) 16' (0-1), Pinga 22' (0-2), Laerte 48' (0-3), Guerino 51' (1-3), Valmir 53' (1-4)
Jogo 11 - 13/04/1958 - Cruzeiro 4 x 2
Independência
Gols: Pinga 9' (0-1), Pelau 18' (1-1), Nívio 28' (2-1), Pelau 76' (3-1), Rubens (pênalti) 79' (3-2), Dirceu 89' (4-2)
Jogo 12 - 15/04/1958 - Vasco 2 x 0
Barro Preto
Gols: Livinho 3', Pinga 26'
Jogo 13 - 22/05/1960 - Vasco 4 x 1
São Januário
Gols: Tomazinho 56' (1-0), Joãozinho 67' (1-1), Pinga 81' (1-2), Cabrita 83' (1-3), Cabrita 87' (1-4)
Jogo 14 - 26/10/1960 - Cruzeiro 2 x 1
Independência
Gols: Raimundinho 5' (1-0), Pinga 17' (1-1), Dirceu 61' (2-1)
Jogo 15 - 27/02/1964 - Vasco 1 x 0
Alameda (Belo Horizonte)
Gol: Célio 19'
Jogo 16 - 14/03/1965 - Cruzeiro 1 x 0
Independência
Gol: Tostão 40'
Jogo 22 - 29/04/1972 - Cruzeiro 1 x 0
São Januário
Gol: Roberto Batata 25'
Jogo 41 - 31/01/1993 - Empate 1 x 1
Taça Patrus Ananias - Mineirão
Gols: Carlos Alberto Dias 43' (0-1), Cleison 66' (1-1)
Jogo 44 - 22/05/1994 - Empate 0 x 0
São Januário
Jogo 45 - 05/06/1994 - Cruzeiro 3 x 1
Mineirão
Gols: Cleison 15' (1-0), Cleison 46' (2-0), Jardel 71' (2-1), Cleison 79' (3-1)

TOTAL DE JOGOS: 86
Vitórias do Cruzeiro: 32
Empates: 28
Vitórias do Vasco: 26
Total de Gols: 245
Gols do Cruzeiro: 131
Gols do Vasco: 114

Foto: Hoje em Dia
O atacante Romario fez três na goleada por 3 a 0, em São Januário, 
pelo Campeonato Brasileiro de 2001 e é o maior goleador da historia do confronto.
Na foto, o volante Rincon a esquerda e o lateral Maicon, a direita

QUADRO DE ARTILHEIROS DO CONFRONTO
7 gols: Romário (Vasco)
5 gols: Marcelo Ramos (Cruzeiro)
5 gols: Pinga, Viola (Vasco)
4 gols: Cleison (Cruzeiro)
4 gols: Luis Carlos (Vasco)
3 gols: Deivid, Guilherme, Tostão (Cruzeiro)
3 gols: Alfredo, Diego Souza, Euller, Raul (Vasco)
2 gols: Alcides, Alex, Charles, Diego, Dirceu, Dirceu Lopes, Edenilson Pateta, Edu Dracena, Fábio Júnior, Geovanni, Lucas Silva, Maldonado, Montillo, Muller, Ninão, Palhinha (armador), Palhinha (atacante), Paulo Roberto, Pelau, Ramires, Roberto Batata, Roberto Gaúcho, Roger, Valdo (Cruzeiro)
2 gols: Alex Dias, Alfinete, Cabrita, Donizete, Jorginho Carvoeiro, Ramon Menezes, Roberto Dinamite, Sorato, Valdir, Willie, Zinho (Vasco)
1 gol: Alecsandro, Alessandro, Alex Mineiro, André Luis (zagueiro), André Luiz (lateral esquerdo), Anselmo Ramon, Aristizabal, Bentinho, Camilo, Careca, Charles, Cláudio Adão, Edcarlos, Eduardo, Edmundo, Erivelto, Evaldo, Gelson, Geninho, Gottardo, Guerino, Henrique, Júlio Baptista, Jussiê, Kelly, Leandro Guerreiro, Lopes, Luiz Fernando, Marcelo Batatais, Marcio Nobre, Martinez, Nelinho, Niginho, Ninão, Nogueirinha, Nonô, Orlando, Oséas, Patrick, Paulo Isidoro (atacante), Paulo Miranda, Paulo Roberto, Piazza, Raimundinho, Ramon Menezes, Ricardinho, Roni, Sorin, Thiago, Tomazinho, Toninho Cerezo, Ueslei, Vanderlei, Vinícius Araújo, Wagner, Wellington Paulista, William, Zama, Zé Carlos (Cruzeiro)
1 gol: Ademir, Alex Oliveira, Álvaro, Anderson, André, André Bebezão, Carlos Alberto Dias, Célio, Dimas, Djalma, Eberval, Edmundo, França, Friaça, Gandulla, Gilson Nunes, Gomes, Gonzalez, Guina, Jair Pereira, Jardel, João Pinto, Joãozinho, Juninho Pernambucano, Laerte, Livinho, Luisão, Maneca, Marcinho, Marques, Martín Garcia, Morais, Nelson, Nilson, Nilton, Nino, Oito-quatro, Oldair, Pascoal, Paulinho, Petkovic, Renato Augusto, Ricardo Rocha, Robson Luiz, Rodolfo, Rodrigo Souto, Rubens, Russo, Silva, Souza, Thiago Maciel, Valdir, Valmir, Vivinho, Zé Roberto, Zarzur (Vasco)
1 gol contra: Fernando, Moisés, Moroni e Renato Silva a favor do Cruzeiro e Adelino, Célio Lúcio e Nonato a favor do Vasco

Siga no facebook:
http://www.facebook.com/almanaquedocruzeiro

segunda-feira, 26 de agosto de 2013

agenda histórica

Foto: Eugênio Sávio (revista placar)
o meia Luiz Fernando comemora gol com Ronaldo Fenômeno. 
O meia jogou sete temporadas com a camisa cruzeirense.

Por Henrique Ribeiro

24/08/1982 - o Cruzeiro vence o Salamanca por 2 a 0, na estreia do Torneio de Valladolid, na Espanha. Os gols da vitória foram marcados pelo meia Tostão aos 36 minutos, em cobrança de pênalti, e aos 53 minutos. Mas o destaque do jogo foi o árbitro espanhol Manuel Fanjo Hernandez. Para ajudar o time da casa, o árbitro inventou um pênalti, aos 43 minutos, e foi vaiado pela própria torcida do Salamanca. Luiz Antônio defendeu a cobrança de Brizola e evitou o empate na etapa inicial. Outra decisão polêmica do árbitro foi encerrar a partida, quando ainda restavam 9 minutos para o término do tempo regulamentar, sob a alegação de que os jogadores do Salamanca estavam cansados.

25/08/1990 - o meia Luiz Fernando estreia com a camisa azul, contra o Goiás, no estádio Serra Dourada, pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro. Em 18 minutos de jogo, o meiocampista mostrou que o investimento de 130 mil dólares em sua contratação junto ao Bahia, valeram a pena. Ele marcou o primeiro gol do empate em 2 a 2 com o time esmeraldino. Luiz Fernando começava a cumprir a missão de substituir o ídolo Careca, que havia sido negociado ao Sporting de Portugal por US$ 1 milhão.

26/08/2001 - os corredores João N'Tyamba e Rômulo Wagner formaram a dobradinha cruzeirense no pódio da Meia Maratona Internacional do Rio de Janeiro, com a primeira e a segunda colocação, respectivamente. O angolano N'Tyamba completou o percurso de 21km e 97 metros em 1h03'31'', enquanto Rômulo fez em 1h04'31''. Ambos superaram o atleta do Quênia, Elijah Nyabatti, que era um dos favoritos. N'Tyamaba comemorou a vitória dançando a cabetula, que é típica da tribo Canguela, a qual ele pertence.

27/08/1978 - com uma goleada de 4 a 0 sobre o Perugia, o Cruzeiro encerra a sua primeira e única passagem pela Itália. Os gols da vitória foram marcados por Zé Ângelo, Paulo Luciano, Revetria e Erivelto, em cobrança de pênalti. Antes da goleada sobre o Perugia, o time da cinco estrelas havia empatado em 1 a 1, com o Torino, no estádio Communale, em Turim, no dia 23 de agosto.

28/08/1938 - o treinador Matturio Fabbi dirige o time estrelado pela última vez. Após o empate em 2 a 2, contra o Sete de Setembro, no Barro Preto, pelo Campeonato da Cidade, o “capuccino rosso” alegando problemas de saúde comunica a sua saída do clube, quando ainda restavam quatro meses para o término do seu contrato. Fabbi foi o primeiro treinador da história do clube e o que comandou o time estrelado por mais tempo: quatro temporadas consecutivas entre 1928 e 1931.

29/08/1944 - a comissão técnica da Federação Mineira formada por Evando Becker e o diretor técnico Mario Gomes, convocam o goleiro Geraldo II, os zagueiros Gérson e Bituca, os médios Juca e Juvenal, e os atacantes Nogueirinha, Niginho, Ismael e Alcides para a formação da Seleção de Belo Horizonte. O selecionado da capital faria duas partidas contra o de Juiz de Fora para a escolha dos jogadores que formariam a Seleção Mineira na disputa do Campeonato Brasileiro de Seleções. Com nove atletas, o Cruzeiro foi o clube com o maior número de convocados.

30/08/1972 - a derrota por 1 a 0, para o América, no Mineirão, pela penúltima rodada, do quadrangular final, do Campeonato Mineiro, encerra a maior sequência de 43 partidas invictas do Cruzeiro, a maior da história do clube. Foram 16 partidas amistosas de uma excursão internacional, 22 jogos pelo Campeonato Mineiro, mais quatro amistosos interestaduais e um regional.

http://www.facebook.com/almanaquedocruzeiro

sexta-feira, 23 de agosto de 2013

Cruzeiro x Ponte Preta

Foto: Humberto Nicoline/Hoje em Dia
A primeira vez que o confronto foi disputado no Independência
terminou com um empate sem gol. Na ocasião, Edmundo, no
primeiro plano da foto, e o lateral esquerdo Sorin, ao fundo,
jogavam com a camisa cruzeirense.

Carlos Henrique

CAMPEONATO BRASILEIRO
21/11/1970 - Cruzeiro 6 a 0
Primeira Fase - Mineirão
Ingressos: 7.668
Gols: Zé Carlos 20', Rodrigues 30', Piazza 51', Zé Carlos 56', Tostão 68', Dirceu Lopes 88'
24/06/1978 - Cruzeiro 1 a 0
Segunda fase - Mineirão
Ingressos: 8.244
Gol: Roberto César 74'
05/08/1998 - Cruzeiro 4 a 2
Primeira Fase - Mineirão
Ingressos: 4.810
Gols: Gottardo 12' (1-0), Muller 35' (2-0), André Santos 37' (2-1), Alex Alves 74' (3-1), Régis 85' (3-2), Gilberto 90'+1' (4-2)
25/09/1999 - Empate 2 a 2
Primeira Fase - Moisés Lucarelli
Gols: Paulo Isidoro 1' (1-0), Djair 55' (2-0), Reinaldo (pênalti) 79' (2-1), Samuel 80' (2-2)
11/11/2000 - Empate 2 a 2
Primeira Fase - Mineirão
Ingressos: 6.366
Gols: Ricardinho 8'(1-0), Washington (pênalti)31' (1-1), Geovanni 33' (2-1), Marco Aurélio (falta) 38' (2-2)
08/08/2001 - Empate 0 a 0
Primeira Fase - Independência
Ingressos: 7.191
22/08/2002 - Ponte Preta 2 a 0
Primeira Fase - Moisés Lucarelli
Ingressos: 6.693
Gols: Alex Oliveira (falta) 35', Rodrigo 40'
13/04/2003 - Cruzeiro 3 a 0
Turno - Mineirão
Ingressos: 12.577
Gols: Deivid 48', Aristizábal 59', Deivid 90'+2'
17/08/2003 - Cruzeiro 3 a 1
Returno - Moisés Lucarelli
Ingressos: 6.555
Gols: Aristizábal (pênalti) 34' (1-0), Rafael Santos 37' (1-1), Alex (falta) 44' (2-1), Márcio Nobre 59' (3-1)
27/06/2004 - Ponte Preta 1 a 0
Turno - Moisés Lucarelli
Ingressos: 3.847
Gol: Flávio (pênalti) 41'
02/10/2004 - Cruzeiro 5 a 0
Returno - Mineirão
Ingressos: 3.777
Gols: Fred 6', Fred 14', Jussiê 24', Jussiê 35', Fred 39'
11/06/2005 - Ponte Preta 2 a 1
Turno - Mineirão
Ingressos: 11.250
Gols: Kahê 47' (0-1), Danilo 49' (0-2), Fred 71' (1-2)
24/09/2005 - Cruzeiro 3 a 2
Returno - Moisés Lucarelli
Ingressos: 6.250
Gols: Zé Carlos 19' (0-1), Martinez (falta) 30' (1-1), Elson 33' (2-1), Kelly (pênalti) 68' (2-2), Alecsandro 76' (3-2)
24/05/2006 - Cruzeiro 5 a 1
Turno - Mineirão
Ingressos: 11.959
Gols: Carlinhos Bala 16' (1-0), Gil 41' (2-0), Almir 47' (2-1), Wagner 70' (3-1), Wagner 87' (4-1), Gil 90'+1' (5-1)
24/09/2006 - Cruzeiro 1 a 0
Returno - Moisés Lucarelli
Ingressos: 6.621
Gol: Elber 63'
05/08/2012 - Ponte Preta 2 a 1
Turno - Independência
Ingressos: 15.103
Gols: Cicinho 17' (0-1), Borges 44' (1-1), Marcinho (falta) 47' (1-2)
25/10/2012 - Ponte Preta 1 a 0
Returno - Moisés Lucarelli
Ingressos: 6.480
Gol: Roger 33'
24/08/2013 - Cruzeiro 2 a 0
Turno - Moisés Lucarelli
Ingressos: 5.974
Gols: Dedé 22', Borges 72'
17/11/2013 - Empate 2 a 2
Returno - Mineirão
Ingressos: 13.168
Gols: Leonardo 4' (0-1), Souza 75' (1-1), Vinícius Araújo 83' (2-1), Leonardo 90'+1' (2-2)
24/05/2015 - Empate 1 a 1
Turno - Mineirão
Gols: Charles 82', Biro Biro 84'
02/09/2015 - Cruzeiro 2 a 1
Returno - Moisés Lucarelli (Campinas, SP)
Gols: Willians 42, Biro Biro 57', Vinícius Araújo 90'+3'
22/06/2016 - Cruzeiro 4 a 0
Turno - Moisés Lucarelli (Campinas, SP)
Gols: Henrique 8', Arrascaeta 21', Arrascaeta, de pênalti 55', Alisson, de pênalti 78'

Total de jogos: 22
Vitórias do Cruzeiro: 12
Empates: 05
Vitórias da Ponte Preta: 05
Total de Gols: 70
Gols do Cruzeiro: 48
Gols da Ponte Preta: 22

Quadro geral de goleadores do confronto
4 gols: Fred (Cruzeiro)
2 gols: Aristizábal, Arrascaeta, Borges, Deivid, Gil, Jussiê, Vinícius Araújo, Wagner, Zé Carlos (Cruzeiro)
2 gols: Biro Biro, Leonardo (Ponte)
1 gol: Alecsandro, Alex, Alex Alves, Alisson, Carlinhos Bala, Charles, Dedé, Dirceu Lopes, Djair, Elber, Elson, Geovanni, Gilberto, Gottardo, Henrique, Kelly, Márcio Nobre, Martinez, Muller, Paulo Isidoro, Piazza, Ricardinho, Roberto César, Rodrigues, Souza, Tostão, Willians (Cruzeiro)
1 gol: Alex Oliveira, Almir, André Santos, Cicinho, Danilo, Flávio, Kahê, Marcinho, Marco Aurélio, Rafael Santos, Régis, Reinaldo, Rodrigo, Roger, Samuel, Washington, Zé Carlos (Ponte)

quinta-feira, 22 de agosto de 2013

agenda histórica

Foto: Estado de Minas
O atacante Hamilton chegou em 1986 para ser o artilheiro do Cruzeiro

Por Henrique Ribeiro

17/08/1963 - o presidente Felício Brandi revela que o clube pretende investir o dinheiro das negociações dos jogadores na construção de um centro de treinamentos na Pampulha e transformar o estádio do Barro Preto em um parque poliesportivo.

18/08/2000 - o volante Ricardinho é convocado pelo técnico Vanderlei Luxemburgo para a partida entre Brasil e Bolívia, no Maracanã, pelas eliminatórias da Copa do Mundo.

19/08/1973 - Cruzeiro vence o Atlético por 1 a 0, no Mineirão, e conquista o bicampeonato mineiro. O gol da vitória e do título foi marcado pelo meia Dirceu Lopes aos 6 minutos. O time cruzeirense entrou em campo com a obrigação de vencer, pois o América havia superado o Uberaba, na preliminar, por 1 a 0, e estava com um ponto a frente na classificação do quadrangular final.

20/08/1982 - com a vitória por 2 a 0 sobre o Racing Santander, no estádio El Sardinero, o Cruzeiro conquista a Taça de Santander. Os gols da vitória foram marcados pelos atacantes Mauro e Paulinho. Esta foi a terceira edição da torneio, que foi disputado num triangular. Na primeira rodada, em 18 de agosto, o Ujpest Dosza, da Hungria, derrotou o Racing por 1 a 0. Na segunda rodada, em 19 de agosto, o Cruzeiro goleou o time húngaro por 4 a 1.

21/08/1986 - o atacante Hamilton chega ao Cruzeiro, por empréstimo, da Portuguesa. Ele foi trocado pelo atacante Ronaldo Sereno. Hamilton foi um dos reforços para a disputa do Campeonato Brasileiro de 1986.

22/08/1949 - em tom de ironia o presidente Antonio Alves Limões promete convocar o conselho deliberativo para decidir se disputaria o terceiro turno do Campeonato de Belo Horizonte com uma equipe secundária em represália as arbitragens que prejudicaram o clube.

23/08/1960 - o Cruzeiro faz a sua estreia no Campeonato Brasileiro e sai do Barro Preto derrotado pelo Rio Branco-ES, pelo placar de 1 a 0. O time garantiu a sua vaga na competição nacional por ter sido apontado pela Federação Mineira como o campeão máximo do estado em 1959.

Facebook:
http://www.facebook.com/almanaquedocruzeiro

sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Cruzeiro x Vitória

Foto: Washington Alves

Carlos Henrique

CAMPEONATO BRASILEIRO
04/10/1972 - Cruzeiro 4 x 0
1ª Fase - Mineirão
Ingressos: 7.214
Gols: Roberto Batata 17’, Lima 59’, Vanderlei 62’, Piazza 69’
27/01/1974 - Cruzeiro 6 x 1
2ª Fase - Mineirão
Ingressos: 13.127
Gols: Palhinha 9’ (1-0), Dirceu Lopes 24’ (2-0), Palhinha 36’ (3-0), Palhinha 44’ (4-0), Osni (pênalti) 52’ (4-1), Dirceu Lopes 77’ (5-1), Nelinho (pênalti) 89’ (6-1)
*maior goleada do confronto que ainda era válido pelo Brasileiro de 1973
13/06/1978 - Cruzeiro 1 x 0
2ª fase - Fonte Nova (Salvador)
Ingressos: 11.639
Gol: Revetria 70’
12/07/1978 - Empate 0 x 0
3ª fase - Mineirão
Ingressos: 12.366
14/10/1979 - Cruzeiro 4 x 2
1ª Fase - Fonte Nova (Salvador)
Ingressos: 14.048
Gols: Roberto César 6’ (1-0), Sena 45’ (1-1), Joãozinho 49’ (2-1), Mauro 56’ (3-1), Pita 65’ (3-2) Roberto César 79’ (4-2)
*matéria da Revista Placar, de 22 de outubro de 1982, denunciava que esta foi uma das partidas com o resultado manipulado pela Máfia da Loteria Esportiva. O auxiliar de arbitragem que trabalhou neste jogo, Clinamurte França, e os dirigentes do clube baiano participavam do esquema que manipulavam inclusive a derrota do próprio time.
16/10/1988 - Cruzeiro 5 x 1
1ª fase (1º turno) - Mineirão
Ingressos: 6.498
Gols: Hamilton 19’ (1-0), Careca 32’ (2-0), Careca 35’ (3-0), Hamilton 43’ (4-0), Robson 71’ (5-0), Bigu (pênalti) 75’ (5-1)
18/11/1990 - Cruzeiro 2 x 1
2º turno - Mineirão
Ingressos: 4.584
Gols: Catatau 11’ (0-1), Édson (pênalti) 59’ (1-1), Dinho 81’ (2-1)
03/03/1991 - Empate 0 x 0
1ª Fase - Fonte Nova (Salvador)
Ingressos: 45.592
09/10/1994 - Cruzeiro 2 x 1
Repescagem (turno) - Mineirão
Ingressos: 8.609
Gols: Nonato (pênalti) 23’ (1-0), Macalé 33’ (2-0), Ramon Menezes (falta) 75’ (2-1)
27/11/1994 - Vitória 2 x 0
Repescagem (returno) - Barradão (Salvador)
Ingressos: 887
Gols: Ramon Menezes (pênati) 19’, Gil (falta) 86’
10/09/1995 - Cruzeiro 3 x 0
1º turno - Mineirão
Ingressos: 13.257
Gols: Paulinho Maclaren 43’, Marcelo Ramos 55’, Dinei 90’
21/08/1996 - Cruzeiro 2 x 1
1ª Fase - Mineirão
Ingressos: 5.510
Gols: Cleison 10’ (1-0), Roberto Gaúcho 17’ (2-0), Emerson 45’ (2-1)
26/10/1997 - Empate 1 x 1
1ª fase - Barradão (Salvador)
Ingressos: 32.701
Gols: Elivelton 17’ (1-0), Uéslei 47’ (1-1)
30/08/1998 - Vitória 2 x 0
1ª fase - Mineirão
Ingressos: 9.292 (R$ 77.232,50)
Gols: Alex Mineiro 26’, Petkovic 67’
*primeira vitória rubro-negra no Mineirão
29/09/1999 - Vitória 4 x 1
1ª fase - Barradão (Salvador)
Ingressos: 6.026
Gols: Marcelo Ramos 9’ (1-0), Tuta 11’ (1-1), Artur 20’ (1-2), Artur 24’ (1-3), Cláudio 59’ (1-4)
26/08/2000 - Cruzeiro 3 x 1
1ª fase - Mineirão
Ingressos: 7.233
Gols: Sérgio Manoel 14’ (1-0), Cris 45’ (2-0), Vítor 61’ (2-1), Oséas 74’ (3-1)
02/09/2001 - Empate 2 x 2
1ª fase - Barradão (Salvador)
Ingressos: 6.255
Gols: Adriano 38’ (0-1), Oséas 54’ (1-1), João Carlos 65’ (2-1), Allan Dellon 86’ (2-2)
09/10/2002 - Vitória 4 x 2
1ª fase - Barradão (Salvador)
Gols: Maicon 16’ (1-0), Fábio Júnior 29’ (2-0), Aristizabal (pênalti) 41’ (2-1), Elson (falta) 50’ (2-2), Aristizábal 76’ (2-3), Aristizábal 85’ (2-4)
25/05/2003 - Vitória 2 x 1
Turno - Barradão (Salvador)
Ingressos: 5.660 (R$ 55.700,)
Gols: Adaílton 42’ (0-1), Allan Delon (falta) 66’ (0-2), Márcio 72’ (1-2)
*a derrota para o Vitória interrompeu uma seqüência invicta de 36 jogos do Cruzeiro, a terceira maior da história do clube estrelado


Em 2003, no Barradão, o Vitória pôs fim a uma sequência invicta
de 36 partidas do Cruzeiro

28/09/2003 - Cruzeiro 1 x 0
Returno - Mineirão
Ingressos: 24.992
Gol: Mota 47’
08/08/2004 - Vitória 3 x 2
Turno - Barradão (Salvador)
Ingressos: 3.232
Gols: Obina 8’ (0-1), Leandro 38’ (1-1), Marcelo Silva 53’ (1-2), Lima 71’ (2-2), Edílson 89’ (2-3)
12/12/2004 - Cruzeiro 4 x 0
Returno - Mineirão
Gols: Jussiê 34’, Fred 68’, Edu Dracena 75’, Maldonado 89’
10/05/2008 - Cruzeiro 2 x 0
Turno - Barradão (Salvador)
Ingressos: 14.679
Gols: Marcelo Moreno 2’, Bida (contra) 40’
16/08/2008 - Cruzeiro 2 x 1
Returno - Mineirão
Ingressos: 16.678
Gols: Charles 39’ (1-0), Guilherme 56’ (2-0), Ricardinho 87’ (2-1)
24/05/2009 - Cruzeiro 2 x 0
Turno - Mineirão
Ingressos: 7.344
Gols: Kléber 22’, Kléber 28’
30/08/2009 - Empate 3 x 3
Returno - Barradão (Salvador)
Ingressos: 8.138
Gols: Gilberto 2’ (1-0), Gilberto 64’ (2-0), Roger 66’ (2-1), Thiago Ribeiro 76’ (3-1), Ramon 86’ (3-2), Roger  88’ (3-3)
22/08/2010 - Vitória 1 x 0
Turno - Lamegão (Ipatinga, MG)
Ingressos: 10.191
Gol: Júnior 53’
07/11/2010 - Cruzeiro 1 x 0
Returno - Barradão (Salvador)
Ingressos: 34.540
Gol: Thiago Ribeiro 35’
17/08/2013 - Cruzeiro 5 x 1
Turno - Mineirão
Ingressos: 14.369
Gols: Léo 10' (1-0), Mayke 58' (2-0), Dinei (pênalti) 67' (2-1), Borges 73' (3-1), Ricardo Goulart 78' (4-1), Vinícius Araújo 84' (5-1)
13/11/2013 - Cruzeiro 3 a 1
Returno - Barradão
Ingressos: 25.002
Gols: Willian 36' (1-0), Dinei 50' (1-1), Julio Baptista 70' (2-1), Ricardo Goulart 80' (3-1)
*com a vitória, o Cruzeiro garantiu o título de campeão brasileiro de 2013
17/07/2014 - Cruzeiro 3 a 1
Turno - Mineirão
Ingressos: 24.156
Gols: Alemão (contra) 62', Ricardo Goulart 70', Everton Ribeiro 75', Ayrton, de falta 90'+1'
19/10/2014 - Cruzeiro 1 a 0
Returno - Barradão
Ingressos; 18.366
Gol: Dedé 83'
03/07/2016 - Empate 2 a 2
Turno - Mineirão
Gols: Alisson 23' (1-0), Arrascaeta 53' (2-0), Diego Renan 64' (2-1), Vander 82' (2-2)

Total de Jogos pelo Campeonato Brasileiro: 33
Vitórias do Cruzeiro: 21
Empates: 5
Vitórias do Vitória: 7
Total de Gols: 108
Gols do Cruzeiro: 70
Gols do Vitória: 38

Quadro de goleadores do confronto pelo Campeonato Brasileiro:
3 gols: Palhinha (Cruzeiro)
3 gols: Aristizabal, Ricardo Goulart (Vitória)
2 gols: Careca, Dirceu Lopes, Gilberto, Hamilton, Kleber Gladiador, Marcelo Ramos, Oséas, Roberto César, Thiago Ribeiro (Cruzeiro)
2 gols: Allan Delon, Artur, Dinei, Ramon Menezes, Roger (Vitória)
1 gol: Arrascaeta, Alisson, Borges, Charles, Cleison, Cris, Dedé, Dinei, Dinho, Edson, Edu Dracena, Elivelton, Everton Ribeiro, Fábio Júnior, Fred, Guilherme, João Carlos, Joãozinho, Julio Baptista, Jussiê, Leandro, Léo, Lima (ponta esquerda), Lima (centro avante), Macalé, Maicon, Maldonado, Márcio, Mauro, Mayke, Mota, Nelinho, Nonato, Paulinho Maclaren, Piazza, Revetria, Roberto Batata, Roberto Gaúcho, Robson, Sérgio Manoel, Vanderlei, Vinícius Araújo, Willian (Cruzeiro)
1 gol: Adailton, Adriano, Alex Mineiro, Ayrton, Bigu, Catatau, Claudio, Diego Renan, Edilson, Elson, Emerson, Gil, Júnior, Manoel, Marcelo Silva, Obina, Osni, Petkovic, Pita, Ramon, Ricardinho, Sena, Tuta, Ueslei, Vander (Vitória)
1 gol contra: Alemão (Vitória) a favor do Cruzeiro

Foto: revista do Cruzeiro
O Vitória foi um dos adversários que o Cruzeiro superou para
chegar a decisão da Copa do Brasil de 1998

COPA DO BRASIL
05/05/1998 - Cruzeiro 2 a 0
Quartas de final - Mineirão
Ingressos: 9.487
Gols: Donizete Amorim (contra) 7’, Fábio Júnior 78’
14/05/1998 - Vitória 1 a 0
Quartas de final - Barradão (Salvador)
Ingressos: 13.381
Gol: Alex Mineiro 39’
12/04/2006 - Vitória 2 a 1
Oitavas de final - Barradão (Salvador)
Ingressos: 9.137
Gols: Azevedo (pênalti) 17’ (0-1), Fábio 56’ (0-2), Edu Dracena 86’ (1-2)
19/04/2006 - Cruzeiro 4 a 0
Oitavas de final - Mineirão
Ingressos: 8.912
Gols: Elber 9’, Gil 45’, Elber 69’, Elber 73’
06/07/2016 - Cruzeiro 2 a 1
Terceira Fase - Barradão
Ingressos: -
Gols: Willian 8' (1-0), Diego Renan, de pênalti 13' (1-1), Willian 71' (2-1)
20/07/2016 - Cruzeiro 2 a 1
Terceira Fase - Mineirão
Ingressos: 10.775
Gols: Bruno Ramires 22' (1-0), Ramon Ábila 46' (2-0), Marinho 71' (2-1)

COPA DOS CAMPEÕES
Jogo 27 - 14/07/2002 - Cruzeiro 1 x 0
1ª fase - Machadão (Natal)
Ingressos: 662
Gol: Fábio Júnior 84’

TORNEIO SELETIVO DA LIBERTADORES
Jogo 23 - 11/12/1999 - Cruzeiro 3 x 1
Semifinal (Mineirão)
Ingressos: 21.410
Gols: Ricardinho 19’ (1-0), Cláudio 58’ (1-1), Alex Alves 64’ (2-1), Müller 78’ (3-1)
Jogo 24 - 16/12/1999 - Cruzeiro 2 x 1
Semifinal - Barradão (Salvador)
Ingressos: 3.133
Gols: De La Cruz 26’ (1-0), Paulo Isidoro 77’ (2-0), Manoel 85’ (2-1)

AMISTOSOS
Jogo 1 - 24/07/1946 - Vitória 5 x 2
Graça (Salvador)
Gols: Alcides (falta) 15’ (1-0), Gringo (pênalti) 18’ (1-1), Orlando 19’ (2-1), Gringo 41’ (2-2), Jaime 66’ (2-3), Siri 70’ (2-4), Joel (pênalti) 76’ (2-5)
*maior goleada do Vitória no confronto
Jogo 2 - 27/05/1958 - Empate 2 x 2
Fonte Nova (Salvador)
Gols: Nívio 5’ (1-0), Roliço 15’ (1-1), Roliço 35’ (1-2), Pelau 75’ (2-2)
Jogo 3 - 01/06/1958 - Cruzeiro 2 x 1
Fonte Nova (Salvador)
Gols: Pelau 2’ (1-0), Raimundinho 11’ (2-0), Roliço 44’ (2-1)
Jogo 4 - 10/05/1959 - Cruzeiro 2 x 1
Fonte Nova (Salvador)
Gols: Pelau 11’ (1-0), Massinha (contra) 18’ (1-1), Nelsinho 87’ (2-1)
Jogo 10 - 02/02/1986 - Vitória 1 x 0
Fonte Nova (Salvador)
Gol: Silva 58’

Total de Jogos: 47
Vitórias do Cruzeiro: 29
Empates: 7
Vitórias do Vitória: 11
Total de Gols: 147
Gols do Cruzeiro: 95
Gols do Vitória: 55

Quadro geral de goleadores do confronto:
3 gols: Elber, Fábio Júnior, Palhinha, Pelau, Ricardo Goulart, Willian (Cruzeiro)
3 gols: Aristizabal, Roliço (Vitória)
2 gols: Careca, Dirceu Lopes, Edu Dracena, Gilberto, Hamilton, Kleber Gladiador, Marcelo Ramos, Oséas, Roberto César, Thiago Ribeiro (Cruzeiro)
2 gols: Alex Mineiro, Allan Delon, Artur, Diego Renan, Dinei, Gringo, Manoel, Ramon Menezes, Roger (Vitória)
1 gol: Alcides, Alex Alves, Alisson, Arrascaeta, Borges, Bruno Ramires, Charles, Cleison, Cris, Dedé, De la Cruz, Dinei, Dinho, Edson, Elivelton, Everton Ribeiro, Fred, Gil, Guilherme, João Carlos, Joãozinho, Julio Baptista, Jussiê, Leandro, Léo, Lima (ponta esquerda), Lima (centro avante), Macalé, Maicon, Maldonado, Márcio, Mauro, Mayke, Mota, Muller, Nelinho, Nelsinho, Nívio, Nonato, Orlando, Paulinho Maclaren, Paulo Isidoro, Piazza, Raimundinho, Ramon Abila, Revetria, Ricardinho, Roberto Batata, Roberto Gaúcho, Robson, Sérgio Manoel, Vanderlei, Vinícius Araújo (Cruzeiro)
1 gol: Adailton, Adriano, Ayrton, Azevedo, Bigu, Catatau, Claudio, Edilson, Elson, Emerson, Fábio, Gil, Jaime, Joel, Júnior, Marcelo Silva, Marinho, Obina, Osni, Petkovic, Pita, Ramon, Ricardinho, Sena, Silva, Siri, Tuta, Ueslei, Vander (Vitória)
1 gol contra: Alemão (Vitória) a favor do Cruzeiro

domingo, 11 de agosto de 2013

Maior sequência de vitórias consecutivas no Mineirão é do Cruzeiro de 1969

Os recordistas do Mineirão em 1969. Em pé, da esquerda para a direita: Vanderlei, 
Fontana, Pedro Paulo, Piazza, Mario Tito, Raul; agachados: Nocaute Jack (massagista),
Natal, Zé Carlos, Tostão, Dirceu Lopes e Rodrigues

Henrique Ribeiro

Bem que o time comandado pelo treinador Marcelo Oliveira tentou, mas não foi dessa vez que o recorde de 21 vitórias consecutivas no Mineirão, obtido pelo time de 1969, foi quebrado. Com o empate sem gols contra o Santos, no Mineirão, neste domingo (11 de agosto), o time de 2013 encerrou a sequência de 13 vitórias consecutivas no estádio. Foi a quarta maior sequência no Gigante da Pampulha, ao lado do time de 1989/1990, que também obteve esta marca. As outras melhores sequências foram as de 1965 e 1988, 14 vitórias, cada; e a de 1966, com 15 vitórias.

O recorde de 1969 contou com uma partida pelo Campeonato Brasileiro, 19 jogos pelo estadual e um amistoso internacional. A sequência foi interrompida com a derrota por 1 a 0, para o Botafogo, pela semifinal do Campeonato Brasileiro, que ainda era válido pela edição de 1968. Na ocasião, o Cruzeiro jogou desfalcado de seis titulares: Pedro Paulo, Natal e Rodrigues, que estavam sem contrato, além de Piazza, Tostão e Dirceu Lopes que estavam na Seleção Brasileira.

1 - 26/01/1969 - 4 x 0 Valério
Campeonato Mineiro (Turno)
2 - 09/02/1969 - 6 x 1 Atlético-GO
Campeonato Brasileiro de 1968 (Quartas de final)
3 - 22/02/1969 - 8 x 0 Tupi
Campeonato Mineiro (Turno)
4 - 02/03/1969 - 1 x 0 Formiga
Campeonato Mineiro (Turno)
5 - 09/03/1969 - 5 x 0 Sete
Campeonato Mineiro (Turno)
6 - 30/03/1969 - 3 x 0 Araxá
Campeonato Mineiro (Turno)
7 - 13/04/1969 - 1 x 0 Villa Nova
Campeonato Mineiro (Turno)
8 - 16/04/1969 - 4 x 0 Villa do Carmo
Campeonato Mineiro (Turno)
9 - 27/04/1969 - 1 x 0 América
Campeonato Mineiro (Turno)
10 - 05/05/1969 - 1 x 0 Atlético
Campeonato Mineiro (Turno)
11 - 07/05/1969 - 2 x 0 Independente (Uberaba)
Campeonato Mineiro (Turno)
12 - 14/05/1969 - 1 x 0 Democrata-GV
Campeonato Mineiro (Returno)
13 - 18/05/1969 - 3 x 1 Democrata-SL
Campeonato Mineiro (Returno)
14 - 25/05/1969 - 2 x 0 América
Campeonato Mineiro (Returno)
15 - 08/06/1969 - 1 x 0 Atlético
Campeonato Mineiro (Returno)
16 - 15/06/1969 - 1 x 0 Uberlândia
Campeonato Mineiro (Returno)
17 - 18/06/1969 - 3 x 0 Villa Nova
Campeonato Mineiro (Returno)
18 - 25/06/1969 - 1 x 0 Uberaba
Campeonato Mineiro (Returno)
19 - 28/06/1969 - 5 x 0 Usipa
Campeonato Mineiro (Returno)
20 - 03/07/1969 - 2 x 0 Sete
Campeonato Mineiro (Returno)
21 - 15/08/1969 - 2 x 1 Velez Sarsfield (Argentina)
Amistoso
22 - 23/08/1969 - 0 x 1 Botafogo
Campeonato Brasileiro de 1968 (Semifinal)

https://www.facebook.com.br/almanaquedocruzeiro

sábado, 10 de agosto de 2013

agenda histórica

Foto: Estado de Minas
Joãozinho marcou os gols da conquista do Torneio de Vigo de 1978

Por Henrique Ribeiro

10/08/1967 - o zagueiro Viktor assina contrato com o Cruzeiro. O jogador pertencia ao Primavera-PR e custou NCr$ 25 mil. Viktor foi a primeira das muitas tentativas da diretoria cruzeirense em encontrar um substituto do zagueiro William, que havia entrado em litígio com o clube.

11/08/1996 - o atacante Dinei é flagrado no exame antidoping da CBF na partida entre Coritiba e Juventude, pelo Campeonato Brasileiro, que constatou a presença da substância benzoilecgonina (metabólito da cocaína) em seu exame de urina. Dinei pertencia ao Cruzeiro e havia firmado o seu contrato de empréstimo com o Coxa quatro dias antes. O jogador confessou que havia cheirado cocaína numa festa em São Paulo dias antes da estréia no Campeonato. No entanto, o jogador declarou que estava sem contrato, quando cometeu o erro.

12/08/1963 - a diretoria cruzeirense acerta a contratação do treinador Martim Francisco, que estava no Villa Nova. O técnico foi o criador do sistema 4-2-4, que revolucionou os padrões convencionais utilizados no futebol brasileiro e que foi utilizado pela Seleção Brasileira na conquista da Copa do Mundo de 1958. Martim chegou ao Cruzeiro para substituir o técnico Marinho, que deixou o comando do time estrelado para atender a uma proposta do futebol peruano.

13/08/2003 - o Cruzeiro faz a sua estreia em mais uma competição internacional, a Copa Sulamericana. O time estrelado venceu o Palmeiras, por 1 a 0, no estádio Palestra Itália, com gol do zagueiro Edu Dracena, aos 48 minutos de jogo. Esta era a sétima competição organizada pela Confederação Sulamericana que o Cruzeiro participava. As outras foram a Taça Libertadores, Supercopa, Recopa, Copa Ouro, Copa Master e Copa Mercosul.

14/08/1996 - o goleiro Dida é convocado para o amistoso da Seleção Brasileira contra a Rússia

15/08/1970 - o meia Eduardo faz a sua estreia com a camisa cruzeirense na vitória por 2 a 0 sobre o Atlético Tricordiano, no Mineirão, pelo Campeonato Mineiro. Ele substituiu o atacante Gilberto no decorrer da partida.

16/08/1978 - o Cruzeiro vence o Celta de Vigo, por 2 a 1, no estádio Balaídos, em Vigo, na Espanha. Com o resultado o time estrelado conquistou o Torneio de Vigo, que estava em sua oitava edição. Os gols da vitória foram marcados pelo ponta esquerda Joãozinho, enquanto Del Cura descontou para os espanhóis. O torneio também contou com as participações do Porto e do Notthingham Forest. Na semifinal disputada no dia anterior, o Cruzeiro havia derrotado o Porto, por 2 a 1, com gols de Roberto César e Nelinho.

Siga:
https://www.facebook.com/almanaquedocruzeiro

segunda-feira, 5 de agosto de 2013

Cruzeiro x Criciúma

O meia Marcio (foto), que tem a camisa puxada por Paulo Baier, é o maior artilheiro do confronto

Carlos Henrique

CAMPEONATO BRASILEIRO
24/11/1988 - Cruzeiro 0 x 0 Criciúma (Majestoso, Criciúma)
02/10/1994 - Cruzeiro 3 x 0 Criciúma (Mineirão)
10/11/1994 - Criciúma 1 x 0 Criciúma (Majestoso, Criciúma)
21/11/1995 - Cruzeiro 4 x 1 Criciúma (Mineirão)
29/09/1996 - Cruzeiro 2 x 1 Criciúma (Alfredo Jaconi, Caxias, RS)
20/08/1997 - Cruzeiro 4 x 3 Criciúma (Mineirão)
31/05/2003 - Cruzeiro 2 x 0 Criciúma (Mineirão)
05/10/2003 - Cruzeiro 3 x 1 Criciúma (Majestoso, Criciúma)
28/04/2004 - Cruzeiro 2 x 2 Criciúma (Independência
22/08/2004 - Cruzeiro 2 x 1 Criciúma (Majestoso (Criciúma)
07/08/2013 - Cruzeiro 2 x 1 Criciúma (Majestoso, Criciúma)
26/10/2013 - Cruzeiro 5 x 3 Criciúma (Mineirão)
09/08/2014 - Cruzeiro 0 x 0 Criciúma (Majestoso, Criciúma)
09/11/2014 - Cruzeiro 3 x 1 Criciúma (Mineirão)
*o jogo de 29/09/1996 foi disputado em Caxias em cumprimento da perda do mando de campo do Criciúma

COPA SUL MINAS
16/03/2002 - Cruzeiro 1 x 2 Criciúma (Mineirão)
27/01/2016 - Criciúma 1 x 1 Cruzeiro (Majestoso, Criciúma)

AMISTOSO
15/05/1986 - Cruzeiro 2 x 2 Criciúma (Majetoso, Criciúma)

RETROSPECTO GERAL
Total de Jogos: 17
Vitórias do Cruzeiro: 10
Empates: 05
Vitórias do Criciúma: 02
Total de Gols: 56
Gols do Cruzeiro: 36
Gols do Criciuma: 20

QUADRO GERAL DE GOLEADORES
3 gols: Marcio (Cruzeiro)
2 gols: Borges, Dagoberto, Edmundo, Jussiê, Marcelo Ramos, Palhinha, Ricardo Goulart (Cruzeiro)
2 gols: Edmilson, Feijão (Criciúma)
1 gol: Allison, Aristizábal, Cleison, Dudu, Elivelton, Everton Ribeiro, Fred, Gelson, Geraldão, Jean Carlo, Joãozinho, Marcelo Moreno, Mota, Nonato, Ricardinho, Roberto Gaúcho, Sidnei, Vinícius Araújo, Willian (Cruzeiro)
1 gol: Bruno Lopes, Diego Giaretta, Edenilson, Flávio Guarujá, Jairo Lenzi, Jetson, João Vitor, Leonardo, Lins, Lucca, Marcelo Silva, Reinaldo, Ricardinho, Ronaldo, Rony, Toni (Criciúma)
(atualizado em 27/01/2016)

sábado, 3 de agosto de 2013

agenda histórica

Marco Antônio Boiadeiro foi um dos maiores meio-campistas da história do Cruzeiro

Por Henrique Ribeiro

03/08/1967 - matéria do Diário da Tarde mostra que o governo estadual arrecadou Ncr$ 10 mil nos 12 jogos realizados no Mineirão, em julho. Foi o resultado da vigência da lei 4492, de 14 de junho, do governo Israel Pinheiro, que onerou as rendas das partidas. A liberação do alvará para jogos com ingressos pagos custava apenas 30 centavos. Após a lei passou a incidir sobre o valor de cada ingresso custando 8 centavos. Além do imposto, o governo estadual arrancou o couro dos clubes criando uma taxa de expediente de Ncr$ 1,62 por cada bilhete. Somente nos jogos de 29 e 30 de julho, no Mineirão, entre Cruzeiro e Uberlândia e Atletico e Araxá, respectivamente, o governo estadual levou Ncr$ 3.086,68 das rendas.

04/08/1994 - o meio-campista Boiadeiro encerra a sua trajetória pelo Cruzeiro ao ser negociado ao Corinthians por Cr$ 400 mil. O habilidoso armador defendia a camisa estrelada desde 1991 e conquistou os títulos da Supercopa de 1991 e 1992 e da Copa do Brasil de 1993, além dos estaduais de 1992 e 1994. Em 137 partidas marcou 10 gols e formou um dos maiores meios-de-campo da história do clube, ao lado de Ademir, Douglas e Luiz Fernando.

05/08/1993 - com um gol marcado aos 38 minutos, do primeiro tempo na vitória por 2 a 0 sobre o Belenenses, de Portugal, no estádio Restelo, em Lisboa, o atacante Ronaldo consolida a sua titularidade no ataque cruzeirense. Com a sua personalidade e o bom futebol apresentado nos amistosos em Portugal, o garoto de 17 anos, conquistou de vez a vaga no ataque titular do Cruzeiro na disputa com o centro-avante Tôto.

06/08/1951 - O presidente Antônio Alves Limões manda destruir parte das arquibancadas cobertas das sociais do estádio do Barro Preto. O objetivo era ampliar as dependências, o que acabou não ocorrendo. O dirigente também anunciou o recebimento de um empréstimo de Cr$ 1,8 milhão para a construção da sede social do clube, que seria inaugurada em novembro de 1956.

07/08/1941 - os jogadores cruzeirenses vão até a casa do treinador Bengala para pedirem a sua volta ao comando técnico do time. Após a derrota para o Atlético, em 27 de julho, por 2 a 1, no estádio de Lourdes, pelo turno do Campeonato da Cidade, Bengala foi cercado na porta do vestiário por dirigentes exaltados que o culparam pelo resultado. Chateado com as críticas pediu demissão do cargo.

08/08/1943 - com gols de Alcides e Gabriche, o Cruzeiro vence o Sete de Setembro por 2 a 1, pelo returno do Campeonato da Cidade. Foi a primeira partida que o time estrelado disputou no estádio construído dentro das dependências do batalhão de polícia do bairro de Santa Teresa. Foi lá que o Sete de Setembro, time que representava o bairro da Floresta, mandou seus jogos a partir daquele ano. O estádio durou apenas três anos e foi desmanchado para a construção do Colégio Tiradentes.

09/08/1975 - o Cruzeiro estreia em gramados da Europa. O time estrelado goleou o Stoke City, da Inglaterra, por 3 a 0, no estádio Riazor, em La Coruña, na Espanha, pela semifinal do Trofeu Teresa Herrera. A partida teve como destaque o lateral direito Nelinho que marcou os gols do jogo, sendo dois em cobranças de pênalti e um de falta. Fundado em 1872, o Stoke é o time mais velho do mundo.

www.facebook.com.br/almanaquedocruzeiro