quinta-feira, 16 de março de 2017

PALÁCIOS

Palácios em sua estreia contra o Corinthians pelo Campeonato Brasileiro de 1997

Carlos Henrique

Roberto Carlos Palacios Mestas (Lima, Peru, 28/12/1972). O Cruzeiro anunciou a contratação do meio-campista, de 24 anos, em 2 de outubro de 1997. Considerado um meia habilidoso, que gostava de entrar na área e finalizar a gol, vivia uma boa fase e era vice-artilheiro das Eliminatórias para o Mundial de 1998, com 6 gols. A diretoria cruzeirense acreditava que o “chorrillano”, como era chamado no Peru, poderia substituir o talentoso Palhinha, que havia deixado o time estrelado, após a conquista da Libertadores, em agosto.

O Cruzeiro acertou o empréstimo do peruano, junto ao Estudiantes Tecos, do México. O valor não foi divulgado e o seu passe foi fixado em US$ 3 milhões. Como estava servindo a seleção peruana, se apresentou em 13 de outubro, na sede do Barro Preto, para assinar contrato de três meses. Foi o primeiro reforço para a disputa da Taça "Intercontinental" Européia-Sulamericana contra o Borussia Dortmund. No entanto, como ainda havia tempo hábil para inscrevê-lo no Campeonato Brasileiro (o prazo era até 6 de outubro), Palácios pode atuar nos jogos pelo Nacional.

Fez sua estreia na vitória (1 a 0) sobre o Corinthians, no Mineirão, em 18 de outubro e marcou seu único gol com a camisa azul estrelada na derrota (3 a 2) para o Botafogo, no Mineirão, em 1o de novembro, ambos pelo Campeonato Brasileiro. Seu último jogo foi a derrota (2 a 0) para o Borussia Dortmund, em 2 de dezembro, na decisão da Taça Intercontinental, em Tóquio, no Japão. Foi substituído aos 63 minutos, pelo atacante Marcelo Ramos. Ao todo foram 6 jogos e um gol com a camisa azul estrelada.

Recorde de jogos e gols pela Seleção Peruana

Como jogador do Cruzeiro, Palácios disputou apenas um jogo pela Seleção Peruana, que foi o da vitória (1 a 0) sobre o Paraguai, em Lima, no dia 16 de novembro, pela última rodada das eliminatórias para o Mundial de 1998. O Peru terminou na última colocação. Assim, o Cruzeiro fez parte do recorde que Palácios estabeleceria na seleção de seu país. O “Chorri” foi o jogador com o maior número de jogos da Seleção Peruana: 128. Ele ultrapassou a marca que pertenceu a Hector Chumpitáz. Com 16 gols marcados também tornou-se o maior artilheiro em jogos oficiais da Seleção. Foi também um dos jogadores peruanos mais valiosos dos últimos 20 anos. Palácios disputou 5 Copa América (1993, 1995, 1997, 1999 e 2004), quatro Eliminatórias para os Mundiais de 1994, 1998, 2002 e 2006, mais a Copa Ouro de 2000.

*Série jogadores recordistas que atuaram pelo Cruzeiro
Postar um comentário